quarta-feira, 22 de junho de 2016

Memória na terra

[viseu 18] Foi esta a estrutura da exposição na Casa das Memórias, um olhar dialogante entre a cidade e o espaço rural que a envolve. Este nome, Casa das Memórias lança um desafio. As fotografias não são, diretamente, uma memória, são todas elas de tempos muito recentes. Mas nestas imagens falam justamente de memórias tensas que são deixadas em espaço público. São as arquiteturas que muitas vezes perderam uma ligação de continuidade entre si e que se apresentam como fragmentos de tempos diferentes. estas fotografias acabam por, inevitavelmente, fixar a memória de um território no tempo presente e, ao dispô-las em proximidade, ao mostrar uma área geográfica alargada em salas contíguas, “comprimimos” um solo comum o colocamos em diálogo a síntese possível dessas paisagens e arquiteturas fragmentárias.
Av. da Via Rápida/IP5, Vila Chã do Monte, prox., UF Boa Aldeia,
Farminhão e Torredeita, Viseu. 2015/04/29

Sem comentários:

Enviar um comentário