sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Casarão da Torre


[procurar um país 058] O Casarão da Torre é hoje uma construção isolada e abandonada que se ergue no alto de uma elevação não longe de Almofala, concelho de Figueira de castelo Rodrigo. Escavações arqueológicas realizadas nas décadas de 80 e 90 do século XX, puseram a descoberto as fundações do que terá sido uma cidade romana Civitas Cobelcorum. Deste período restava visível o embasamento da torre que primitivamente seria um templo. mais tarde, no período medieval, sobre essa base terá sido erguida uma atalaia.



042. Casarão da Torre. Almofala. Figueira de Castelo Rodrigo. 1993

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Idanha-a-Velha

[procurar um país 057] Idanha-a-Velha viria a ser ocupada por sucessivas vagas civilizacionais ao longo de vários séculos. Talvez o seu período áureo coincida com a data da sua fundação. Alguns dos edifícios mais monumentais são do período romano. A torre de menagem do castelo medieval seria erguida sobre o embasamento, podium, de um antigo templo deste período. As inscrições, hoje recolhidas no Arquivo Epigráfico, são um documento de uma civilização que viveu um tempo de enorme prosperidade económica, social e política. A cidade terá, então, atingido a sua maior dimensão. pela paisagem em que se encontra, pelos seus monumentos e por estes terem sido preservados em muitos dos seus aspetos essenciais, Idanha-a-Velha é hoje um dos mais interessantes espaços arqueológicos de Portugal.

041. Idanha-a-Velha. Idanha-a-Nova. 2005

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Atalaia

[procurar um país 056] A partir de Salvaterra do Extremos, descemos ao rio Erges. Neste percurso vamos encontrar uma torre medieval parcialmente arruinada. Fazia parte do sistema defensivo da raia de Portugal durante o período medieval. Na margem oposta, num morro elevado existe uma fortificação espanhola. O rio Erges corre neste ponto entre uma apertada e imponente garganta granítica.

040. Atalaia. Salvaterra do Extremo. Idanha-a-Nova. 2005

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Torre do Esporão

[procurar um país 055] Os limites da Herdade do Esporão, próxima de Reguengos de Monsaraz, estão fixados desde 1267. A torre, que se enquadrava num antigo perímetro muralhado de que hoje apenas resta uma porta, data da segunda metade do século XV. Perto da torre encontra-se ainda a ermida de Nossa Senhora dos Remédios. São três elementos que nos remetem para paisagens de tempos recuados, que não terão sido muito diferentes do horizonte que hoje podemos observar do local.

039. Torre do Esporão. Reguengos de Monsaraz. 2008

domingo, 12 de agosto de 2018

Ucanha

[procurar um país 054] O conjunto da ponte e torre de Ucanha é um exemplo raro, na nossa arquitetura medieval, por conciliar estes dois elementos. É provável que esta tipologia fosse relativamente frequente durante o período medieval, em que várias passagens de rios eram portajadas. Mas muitas das “cabines de portagem” deveriam ser feitas em madeira, enquanto que as pontes eram de pedra. Atravessamos a ponte e subimos um pouco a rua em direção a nascente. Um pouco à frente há uma rua à esquerda. Aí encontramos a casa onde nasceu José Leite de Vasconcelos, em 1858. Até ao fim da sua vida, em 1841, viria a desenvolver um trabalho muito extenso, de estudo do espaço português em áreas como a linguística, filologia, arqueologia e etnografia. Foi um precursor do incansável estudo do território português de outros grandes portugueses, como Orlando Ribeiro ou Jorge Dias.

038. Torre e ponte de Ucanha. Tarouca. 1996

sábado, 11 de agosto de 2018

Torre da Lapela


[procurar um país 053] Na fronteira com Espanha, junto ao rio Minho, uma torre medieval ergue-se. A época da sua construção é atribuída ao reinado de Dom Afonso Henriques. Fazia parte de um complexo muralhado de que hoje, praticamente, não subsistem vestígios. É apenas a torre que permanece de pé. Após a restauração, em 1640, o local perde importância e muitas das suas pedras deverão ter sido utilizadas na reconstrução do Castelo de Monção, com uma arquitetura adequada à defesa contra armas de fogo. Hoje não deixa de ser um singular monumento de arquitetura militar implantada muito próximo das margens do rio Minho.



037. Torre da Lapela. Monção. 2006

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Centum Cellas

[procurar um país 052] É uma torre enigmática. Escavações relativamente recentes puseram a descoberto as fundações de outras edificações. A torre faria certamente parte de um povoado que terá tido um uso alargado no tempo, desde o período romano. Há na sua construção um enorme rigor construtivo, em que foram usadas pedras de grandes dimensões. Este facto permitiu que a torre perdurasse até aos nosso dias. O desenho das suas fachadas, de uma simetria que é refletida nas próprias cantarias, e reduzida informação documental que chegou até aos nosso dias, estimulou uma série de interpretações mais ou menos fantasiosas uma das quais avança com a hipótese de se tratar de uma prisão com cem celas.

036. Torre de Centum Cellas. Belmonte. 2007