segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Guimarães

[Alberto Carneiro 04] Faltavam poucos dias para a inauguração e a exposição encontrava-se em montagem, nos ajustes finais. Os Inquéritos [à Fotografia e ao Território] — Paisagem e Povoamento viria a inaugurar no dia 17 de outubro de 2015, no Centro Internacional de Artes José de Guimarães, com curadoria de Nuno Faria. A exposição percorria uma série de trabalhos de fundo sobre o espaço português, desde 1881, data de uma expedição científica à serra da Estrela, até à atualidade. Uma parte muito significativa do trabalho de Alberto Carneiro que tem como elemento chave a fotografia, está aqui em exibição. Percebemos o sentido destas fotografias no âmbito de uma exposição alargada sobre o território. Nelas está um olhar que hoje mantém toda a sua pertinência. Naquelas imagens está registada uma aproximação à Natureza, singular e única. Fotografias compostas com desenhos estão fixadas nas paredes brancas. Há cores vivas, dominantes; as fotografias são a preto e branco. São trabalhos de descodificação da Natureza, de interpretação da paisagem, leitura, fascínio por tudo quanto era ali visível, da procura de relação, números, desenhos, geometrias, construção, significação. Depois há palavras que despoletam pensamentos, que acrescentam complexidade àquele mundo que se adensa em labirintos.

Centro Internacional de Arte José de Guimarães, Guimarães. 2015

Centro Internacional de Arte José de Guimarães, Guimarães. 2015

Centro Internacional de Arte José de Guimarães, Guimarães. 2015

Centro Internacional de Arte José de Guimarães, Guimarães. 2015

Sem comentários:

Publicar um comentário